Avalanche em estação de esqui deixa um morto; buscas são suspensas

Um esquiador morreu e outros três ficaram feridos na avalanche que cobriu uma pista do resort alpino suíço de Crans-Montana, no Sul da Suíça, na terça-feira (19). As buscas foram encerradas pelas autoridades nesta quarta.

O acidente ocorreu às 14h15 (13h15 no horário de Brasília) na pista de Kandahar.

A polícia suíça informou que um francês de 34 anos morreu durante a noite depois de ter sido ferido na avalanche. Ele era funcionário do resort e seu trabalho era verificar a segurança das pistas de esqui. Ele foi um dos 4 feridos que foram resgatados depois de terem sido arrastados pela neve.

O porta-voz do Departamento de Polícia de Valais, Steve Leger, disse que as buscas foram interrompidas, mas serão retomadas se necessário. “Esta manhã, tínhamos informações suficientes para interromper a busca, suspendê-la, mas poderemos retomar o processo se recebermos novas informações”, disse Leger.

Cerca de 250 resgatistas, médicos, policiais e militares participaram da busca, apoiados por oito helicópteros e uma dúzia de cães de busca. As autoridades ainda irão investigar o que causou a avalanche.

A estação Crans-Montana é uma das diversas instalações de esqui na parte suíça dos Alpes. De acordo com o site de notícias Swiss Info, as vítimas da avalanche estavam a cerca de 2,5 mil metros de altitude.

O risco de avalanche, segundo boletim local, estava em 2, dentro de escala que vai até 5 – um risco relativamente baixo. Por isso, as autoridades suíças investigam o que pode ter causado o desastre.

Fonte: G1