Assassino do policial federal Matsunaga, em lotérica de Curitiba, é preso no Rio de Janeiro

Foi preso ontem à noite o foragido Pedro Henrique Procópio, vulgo Carioca, traficante de drogas, assaltante e assassino do agente de Polícia Federal Edson Martins Matsunaga, em outubro de 2010. Apontado como o líder do bando que invadiu uma lotérica no Centro de Curitiba, ele estava foragido desde 2017 após fugir da penitenciária de Piraquara em uma ação do PCC. Após investigações e denúncias, policiais federais recapturaram “Carioca” no Rio de Janeiro.

crime aconteceu no dia 4 de outubro de 2010. Reunidos em quadrilha, o bando arquitetou o assalto a uma lotérica no Centro de Curitiba, localizada na Alameda Doutor Muricy. Naquela noite, três homens invadiram o estabelecimento e armados renderam clientes e funcionários. Todos foram obrigados a deitar no chão. Quando recolhiam o dinheiro dos caixas e cofres, foram avisados por um dos integrantes que estava do lado de fora como olheiro. Os assaltantes se apressaram para fugir, mas quando levantaram a porta da lotérica, deram de cara com policiais federais. O agente Matsunaga tentou conter Pedro, porém o marginal reagiu e o matou com um tiro à queima-roupa. Ele conseguiu escapar.

A polícia cruzou dados dos suspeitos e descobriu que uma das integrantes era funcionária da lotérica e havia passado informações sobre a rotina e o funcionamento do estabelecimento aos assaltantes. Ela foi presa junto com outros integrantes da quadrilha dias depois.

Fonte: tribunapr